Desafios e oportunidades da Nova Economia

0
31

A sociedade internacional está passando por grandes transformações em todas as áreas e setores, estas alterações estão gerando impactos generalizados, neste momento as bases da economia estão passando por construções ou por reconstruções. Neste momento, percebemos o nascimento de uma Nova Economia, gerando novos atores sociais, políticos e culturais, com isso, percebemos novos desafios e novas oportunidades, trazendo medos e esperanças e, ao mesmo tempo, novos comportamentos, concorrênciase riscos crescentes, estamos numa outra sociedade, numa nova coletividade e construindo novos modelos de civilizações.

Como destacou o criador do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab, a Nova Economia traz novos conceitos para a economia contemporânea, como Indústria 4.0, Inteligência Artificial, Internet das coisas, robótica, civilização digital, Startups, 5G, computação quântica, biotecnologias, dentre outras. Estes novos conceitos estão transformando todas as economias, desafiando as nações, criando um mundo cheio de oportunidade, mas ao mesmo tempo percebemos grandes instabilidades, inseguranças e desesperanças.

Nesta sociedade, muitos teóricos importantes para a academia, intelectuais como os economistas Joseph Stiglitz, Paul Krugman e Amartya Sem, laureados com o Prêmio Nobel, além de grandes personalidades da sociedade contemporânea, intelectuais de peso como Noam Chomsky, Edgar Morin, além do Papa Francisco, dentre outros, estão destacando que a sustentabilidade da sociedade deve ser reconstruída, as bases da sociedade deve ser reconstruída, a estrutura econômica deve servir para a sociedade e não como o que está acontecendo neste momento da história, onde os grandes conglomerados econômicos estão cada vez mais fortalecidos, garantindo seus privilégios, pagando tributos reduzidos e angariando novos espaços em todas as nações, controlando as estruturas de poder, perpetuando seu domínio político e garantindo uma reduzida parte da sociedade global, os benesses da acumulação e dos prazeres do capital.

A Nova economia está exigindo uma constante transformação cotidiana, os trabalhadores devem incorporar novas inovações, as invenções devem impulsionar a coletividade, os desafios devem ser crescentes, as atividades repetitivas do mundo do trabalho devem ser repassadas para as máquinas. Os trabalhadores devem ser estimulados para o pensamento crítico, exigindo novas mentalidades e a construção de novos equilíbrios emocional e espiritual, sem estes equilíbrios não conseguirão se adaptar a esta nova sociedade, marcadas por incertezas crescentes, instabilidades gerais, volatilidades, complexidades e transformações constantes. Destes desafios, destacando os modelos educacionais, das escolas e das universidades, que prescindem de novas metodologias para a construção dos novos conhecimentos, se a sociedade demanda cidadãos conscientes e críticos, os novos modelos de ensino devem capacitar para a construção dos trabalhadores do século XXII, deixando de lado os modelos repetitivos, superficiais e baseados nas decorebas constantes, criando novos modelos dinâmicos e reflexivos para na auxílio da construção da nova economia contemporânea.

Os novos modelos de negócios atuam na construção de ecossistemas de empreendimentos, tais como startups, empresas de tecnologias e marcadas pelo crescimento das inovações, com suas mentalidades dinâmicas, com seus comportamentos marcados pela ambiguidade, por modelos revolucionários de negócios, mais marcados pela flexibilidade, pelo dinamismo e menos burocracias, dominados por aplicativos e produtos intangíveis. Neste novo modelo de organização, encontramos o cenário da nova economia, centrados nas incertezas e constantes mudanças, esta nova sociedade pode ser definida pela disrupção, que tem como base um rompimento com o velho marcado e abertura para o novo, mais tecnológico, flexível e prático.

A disrupção em curso na sociedade contemporânea está gerando muitas oportunidades e desafios, de um lado, percebemos que aqueles que apresentam boas oportunidades de formações intelectual e técnica, além de valores mais consistentes, conseguem ganhos crescentes profissionais, novas oportunidades de empregos ou a construção de novos negócios, muitos delas iniciando novos empreendimentos, centrados de fortes tons de liderança, garantindo o crescimento de negócios e atuações neste mercado volátil e altamente instável.

Vivemos num mundo marcada pelos excessos de tecnologias, máquinas e equipamentos dominando todos os setores, a sociedade está construindo um mundo digital, os prazeres está se concentrando no mundo imaterial, os jogos, os aplicativos crescem todos os instantes, sua importância não deve ser questionada, mas não podemos aceitar que os valores da tecnologia gerem constrangimentos para as relações sociais e as integrações entre os seres humanos, a tecnologia deve ser vista como um grande ativo da coletividade, os avanços das máquinas não deve ser desprezadas mas, os seres humanos precisam construir novos arranjos de sociedade. As amizades devem ser consolidadas, os toques e os contatos humanos devem ser estimulados, as conversas devem ser estimuladas, os relacionamentos devem ser consolidados, sem estes vocabulários, esquecidos neste mundo marcado por tecnologias e exageros digitais, a sociedade contemporânea não conseguirá dar um salto civilizacional, ainda neste momento marcado por pandemias, desajustes morais e fragilidades espirituais.

Neste ambiente, percebemos a importância crescente da educação, na contemporaneidade a formação educacional é fundamental, todos os governos devem canalizar fortes investimentos científicos, incremento do conhecimento da sociedade, melhorando a infraestrutura das escolas, das faculdades e das universidades, aproximando estas instituições do mercado, aumentando os recursos na pesquisa, aumentando os dados e as informações disponíveis para a sociedade, subsidiando os tomadores de decisões e construir planos econômicos, centrados em políticas pragmáticas e consistentes, deixando de lado posições caracterizadas pelo viés ideológico, sem comprovação científico e sem experiências comprovadas por pesquisas científicas.

A sociedade mundial se caracteriza por grandes transformações, a rapidez destas alterações cresce de forma acelerada. Neste ambiente, os indivíduos estão atordoados, assustados, os trabalhos estão se tornando escassos, com isso, o mundo de trabalho está gerando instabilidades, desesperanças, depressões e ansiedades. Neste mundo contemporâneo, a tecnologia acelera rapidamente, neste ambiente, enquanto os indivíduos não conseguem acompanhar estas transformações impulsionadas pelas novas tecnologias, vivemos um grande paradoxo, os consumidores percebem inúmeras mercadorias disponíveis no mercado, mas de outro lado percebem seus rendimentos se reduzindo, seus salários diminuem e as perspectivas de sobrevivência dignas diminuem de forma acelerada, impulsionando conflitos, violências e a convivência social, neste momento, percebemos a importância de uma discussão maior sobre os rumos da sociedade mundial.

Os grandes pensadores da sociedade mundial, desde os intelectuais que foram fundamentais para a compreensão do mundo, seus desafios, seus medos e as limitações, todos eles teóricos destacaram que o crescimento da civilização só seria possível se os seres humanos conseguissem encontrar uma fórmula de equilíbrio que concatenar os avanços da sociedade em vários setores: o crescimento intelectual, o crescimento econômico, o crescimento moral e o crescimento espiritual. Neste momento, percebemos que a sociedade está se concentrando apenasnum dos eixos da equação, a sociedade está se concentrando no eixo do crescimento econômico, estamos nos preocupando apenas na economia, aumentando as riquezas, aumentando as cargas de trabalho e levando os indivíduos a degradação, acreditando que o mundo conseguirá o tão sonhado seu desenvolvimento. Neste momento, percebemos que se não conseguirmos nos fortalecer nas bases da moral, do espírito e da intelectualidade, o mundo tende a aprofundar rapidamente a degradação, os confrontos, a incivilidade e o retrocesso, reflitamos sobre estes ensinamentos da história, sem esta reflexão o mundo caminhará, a passos largos, a momentos sombrios, assustadores e longe dos conflitos existenciais e morais.

DEIXAR RESPOSTA

Por favor digite seu comentaário
Digite seu nome