Sexo, desejos e prazeres na sociedade do hedonismo

1
305

Vivemos em uma sociedade marcada por grandes mudanças em todas as áreas e setores, desde o mundo dos relacionamentos, os encontros e os desencontros, todas estas mudanças estão estruturadas numa sociedade centrada na lógica do prazer e do gozo desesperados, estamos assoberbados de vontades e nos esquecemos de nossas responsabilidades, vivemos no mundo onde o prazer ganhou ares de celebridade, se estamos sentindo prazer temos que mostrar aos outros agora, se não estamos sentindo devemos fingir e atuar como atores neste mundo da imaginação.

Sabendo da importância da temática, o médium Francisco Cândido Xavier e seu mentor espiritual Emmanuel, nos trouxeram, no começo dos anos 1970, a obra Vida e Sexo, onde nos trazem informações e mensagens dos tarefeiros benevolentes e sábios que orientaram Allan Kardec nos primórdios da Doutrina Espírita, nesta obra são abordados temas contemporâneos de relevo, como família, namoro, casamento, divórcio, filhos, uniões infelizes, aborto, homossexualidade, dentre outros.

O sexo é fonte criadora, sua importância é central na sociedade, a união entre os seres humanos e sua reprodução é uma grande benção de Deus para o processo de crescimento e desenvolvimento dos indivíduos, esta fonte criadora deve ser utilizada e estimulada como forma de prazer e de reprodução, mas sempre de forma responsável e inteligente, para que isto aconteça, os pais, as famílias e os educadores tem um papel fundamental.

A Doutrina Espírita tem muitas coisas para nos dizer referentes a estas questões ligadas ao sexo, muitos indivíduos são surpreendidos por obsessões e desejos delirantes e destrutivos, muitas obras nos mostram como os espíritos pode se utilizar dos desequilíbrios sexuais para destruir relacionamentos e reputações, quantas pessoas são denegridas e brutalizadas pelos escândalos gerados no mundo do sexo e dos prazeres tresloucados.

É importante destacar, que estes espíritos podem até gerar constrangimentos aos encarnados, mas isto só acontece quando os encarnados são invigilantes e se entregam aos prazeres do sexo  desajustado, com isso se abrem para estes sentimentos e pensamentos desequilibrados, deixando um campo fértil de ação para os desencarnados que ora se comprazem com os desejos desenfreados do sexo de encarnados pouco vigilantes.

Um dos livros mais interessantes com esta temática é Sexo e Destino, psicografia de Francisco Cândido Xavier e ditado pelo espírito André Luiz, este livro faz parte da coleção A vida no Mundo espiritual, uma obra fantástica que nos leva a compreender como os prazeres do sexo desequilibrado levaram duas famílias cariocas a uma situação de vinganças, mortes, desastres, violências e desesperos constantes, histórias que retratam as mazelas dos seres humanos e que nos envolvem a todos nos mais variados momentos da vida.

Falar dos desajustes do sexo e dos prazeres sexuais é falar sobre vontades que afetam uma grande parcela da humanidade, segundo espíritos superiores, a energia sexual é uma das mais importantes existentes nos seres humanos, o poder desta energia é tão violento que, quando desequilibrados podem nos levar a desajustes mentais e, quem sabe, a uma internação em hospitais psiquiátricos, locais estes que antigamente obrigavam pacientes desinformados desta temática sexual a tratamentos terríveis e agressivos, com impactos generalizados no corpo físico por inúmeros anos.

Depois de vivermos em famílias castradoras, pais agressivos e violentos, comunidades caracterizadas por uma alta prole e vontades e desejos castrados de forma agressiva e violenta, partimos para um mundo mais liberal, onde os prazeres sexuais estão a mostra nas emissoras em todas as faixas etárias, expondo jovens e crianças a um mundo de prazeres sem responsabilidade e conhecimento.

O sexo se transformou em um ativo de destaque na sociedade contemporânea, muitos investem seu tempo e seus recursos para adquirir corpos sarados e perfeitos, cheios de curvas e insinuantes, objetivando a sedução e a conquista de prazeres materiais, nesta situação, a Doutrina Espírita nos mostra que todas as conquistas podem nos gerar problemas se não forem acompanhadas de sentimentos e interesses nobres, todos aqueles que estimulamos a se apaixonar pela gente, por vaidade ou interesse escusos, ao fazermos estes irmão sofrerem, podemos estar criando sentimentos de ódio, de rancor e de ressentimento, levando-o a, num outro momento ou numa outra vida, se tornar nosso algoz, nosso perseguidor, um amor que se transformou em ódio, prendendo estes irmãos durante muitos séculos, períodos de dores, mágoas e tristezas mútuas.

Nesta sociedade descontrolada, encontramos religiosos envoltos em crimes sexuais, pessoas que anteriormente fizeram votos de castidade se envolveram intimamente com jovens, abusando e desencaminhando pessoas, utilizando-os para prazeres indecorosos que agridem sua psique e criam nestes indivíduos medos e desequilíbrios que os perseguem por muitos anos, quiçá décadas, de suas exist6encias, gerando dores e ressentimentos.

A Doutrina Espírita nos leva a grandes reflexões sobre as questões do sexo, aos desvarios sexuais e seus desequilíbrios, a reencarnação nos auxilia a compreender muitas coisas desta temática e, principalmente, nos auxilia a não criticar nem julgar estes irmãos, ao nos descortinar as misérias dos seres humanos no campo sexual, nos mostra que todos estamos sujeitos a estes desequilíbrios, todos temos em nossa trajetória de espíritos imortais esta chaga reluzindo no espírito e no períspirito, todos somos pecadores e devemos respeitar, orar e auxiliar a todos que ora passam por esta mazela severa, julguemos menos e oremos mais para que as dores alheias sejam superadas pelos irmão caídos, afinal não sabemos quando seremos nós os caídos.

Muitos espíritos são marcados por fortes desejos e vontades sexuais, quando desencarnam vão para regiões condizentes com suas vontades e necessidades imediatas, nestes locais aprendem com outros indivíduos desencarnados a sentirem os prazeres das pessoas encarnadas, buscando-as e vampirizando-as constantemente, instigam nestes indivíduos suas vontades e seus desejos e se satisfazem da pouca vigilância dos irmãos encarnados que, nem imaginam, que sua intimidade é vista por muitos irmãos desencarnados, num quadro macabro de prazer, orgias e desequilíbrios.

Em locais de encontros sexuais, motéis, becos escuros e quartos mais humildes, estes irmãos fazem morada e são atraídos por estas energias desequilibradas, os encarnados que buscam estes recintos para seus gozos físicos e seus prazeres efêmeros, perpetuam suas necessidades e suas vontades sexuais são por eles acompanhados e por eles influenciados, muitos de seus pensamentos, vontades e desejos não são seus, mas oriundos de companheiros desencarnados, que os controlam muito mais que imaginam.

O prazer sexual deve ser visto com grande responsabilidade, todos que se misturam com estas energias desequilibradas sentem prazeres mas, ao mesmo tempo se veem em situação de constantes buscas, são indivíduos que nunca se satisfazem por completo, buscam estas energias todos os momentos, são afins aos seus pensamentos, vibram no mesmo diapasão, se entregando a um prazer mais rápido e fulgás, deixando de lado a reflexão baseada na ética e na moral, valores fundamentais para a construção de sociedades mais estruturadas e baseadas na vivência do Cristo.

Muitos reinos e governos foram dizimados depois de ver suas estruturas sendo corroídas internamente pelos prazeres imediatos da bebida e do sexo exagerados, cortes e reinados foram substituídos devido a uma forte e consistente degradação moral, onde os governados passam a perder o respeito e a admiração por reis e rainhas que se entregam a promiscuidade e as prazeres desequilibrados.

A Doutrina dos Espíritos nos mostra que todos os indivíduos são dotados destas energias sexuais, uns a utilizam de forma equilibrada, constituem família, constroem laços sólidos e imutáveis, agem como verdadeiros cristãos e levam sua mensagem de respeito aos indivíduos para todos os locais, solidificando sua base moral e consolidando uma ética baseada em valores sólidos e verdadeiros.

Outros se utilizam destas energias sexuais para a busca constante pelo prazer, se utilizam da sedução penhorando corpos saudáveis em prol de uma ascensão social imaginária e temporária, seduzem com as armas do sexo e buscam uma estrutura centrada no transitório, conseguem os prazeres da matéria e muitas vezes os recursos amoedados desejados mas, ao mesmo tempo, penhoram seus espíritos para resgates dolorosos em vidas futuras, muitas vezes marcadas por doenças físicas e incapacidade reprodutivas.

Muitos irmãos, em busca de prazeres tresloucados, se esquecem dos compromissos dos sentimentos mais nobres, se entregam a prazeres sexuais e se veem com filhos indesejados, buscando nesta situação subterfúgios para acobertar estas crianças, muitas foram mortas e outras foram levadas para outras regiões, gerando dores e lágrimas constantes, obrigando-os a, numa próxima experiência física, arcar com esta desventura gerada em corações alheios.

São inúmeros os irmãos que se entregam a vingança de entidades encarnadas, irmãos desencarnados que se dizem vítimas de atitudes equivocadas e se entregam a uma maldade contumaz, buscando nela uma resposta para suas desditas anteriores, estes irmãos acabam numa auto- obsessão, vivem para descobrir falhas em seus perseguidos e, ao descobrir, canalizam suas energias para se vingar, destruindo e degradando sem puder nem solidariedade.

O sexo é uma fonte intensa de prazer, dele os indivíduos nascem, crescem e se desenvolvem, esta energia saudável pode lhe propiciar grandes incrementos morais e éticos, contribuindo para que o indivíduo cresça como espírito e se eduque de desequilíbrios anteriores, angariando novos conhecimentos e sentimentos para um processo de depuração espiritual.

Numa sociedade centrado no dinheiro e no poder do capital financeiro, onde a imagem ganha relevância em todas as discussões sociais, onde os valores monetários compram corpos esculturais e conseguem adquirir um  amor quase verdadeiro, o sexo passa a ter uma importância incomensurável, levando o mercado a perceber e investir neste potencial, com filmes, séries, empreendimentos, boates, motéis, encontros e jogos virtuais, o potencial é imenso e os empreendedores não se furtam de investir e lucrar, onde existe potencial de ganhos econômicos os interesses materiais se instalam e dominam.

O livro Sexo e Destino nos mostra como entidades em situações degradantes se aproximam de casais desavisados e absorvem prazeres animalizados, a proximidade e a sintonia servem como eixo central deste prazer, gozam e se regozijam do encontro de encarnados e, muitos deles, vivem desta forma por décadas e até séculos envoltos em prazeres da sedução e do sexo descontrolados.

Na obra psicografada por Francisco Cândido Xavier e ditada por André Luiz, duas famílias se entrelaçam em um conto de sexo desequilibrado e recursos financeiros abundantes, onde casais se entregam aos prazeres e seus filhos são devorados por uma educação centrada em valores fúteis e materializados, atraindo espíritos com pensamentos e desejos parecidos, a mente é força criadora, seu pensar atrai energias valiosas para seu progresso material ou te leva a uma tempestade de desesperanças e medos.

Outro ponto central e de fundamental importância relacionados aos prazeres do sexo são descritos por André Luiz no livro citado acima, o autor destaca que os casais apaixonados e em sintonia, ao se entregarem aos namoros sexuais são preservados e o fazem sem a presença de entidades de mundos inferiores, estes casais são protegidos em sua intimidade por laços sólidos e verdadeiros de amor e reciprocidade constantes. Ao contrário, todos aqueles casais ou grupos de indivíduos que se entregam a orgia, promiscuidade e sexo desequilibrados, fazem da banalização do sexo seu momento máximo de prazer e dos gozos seus espaços de gritos e desajustes.

Como nos mostra Allan Kardec em O livro dos Espíritos, “…são os mesmos os espíritos que animam os homens e as mulheres”. Com isso, percebemos que o espírito não tem sexo como imaginamos, podem encarnar no corpo masculino ou num corpo feminino, depende de sua missão ou compromisso espiritual, com isso, percebemos a importância de respeitarmos as pessoas e suas escolhas, não as respeitando muitas vezes encontramos inúmeros conflitos na área da sexualidade que poderiam ser, facilmente, evitáveis, afinal nas varias encarnações que tivemos, nascemos com as várias morfologias físicas.

O sexo é algo de muita importância para a humanidade, seus prazeres exigem uma imensa responsabilidade dos indivíduos e das coletividades, nesta sociedade o papel da família ganha relevância e obriga os pais a um compromisso mais efetivo, a educação cristã somada a uma constante referência aos sólidos e consistentes valores deixados pelo Cristo, além de conversas e trocas de informações, somadas a oração e aos pensamentos edificantes, constroem nos indivíduos valores morais e éticos que perpassam o corpo material e se propagam para o espirito e o períspirito, transformando os homens e materializando a centelha divina de amor e solidariedade.

 

1 Comentário

  1. Muito interessante, vou procurar ler o livro citado, já havia estudado algo a respeito no livro dos espíritos, acho válido ler mais a respeito.

DEIXAR RESPOSTA

Por favor digite seu comentaário
Digite seu nome