Economia brasileira em 2 tempos, por Silvia Mattos

0
42

PIB cresceu, mas não se sabe até quando vamos ser surpreendidos positivamente

Silvia Matos, Economista e pesquisadora do FGV Ibre (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas)
Folha de São Paulo, 03/06/2022

A divulgação do PIB referente ao primeiro trimestre do ano confirmou um resultado positivo na margem de 1%, ligeiramente acima da previsão do Boletim Macro IBRE de 0,9%.

Sempre avaliamos que não haveria recessão na economia brasileira neste ano e o primeiro trimestre seria positivo, mas, mesmo assim, os resultados divulgados nos últimos meses foram acima do esperado, em particular, os dados referentes ao mês de março. Sem dúvida, o processo de normalização dos setores mais afetados pela pandemia tem sido mais rápido que o esperado.

Entre os setores, os destaques foram o crescimento das atividades de Outros Serviços e Transporte de 2,1% e 2,2% em relação ao quarto trimestre, respectivamente. Com isso, a atividade Outros Serviços que ainda estava abaixo de nível pré-pandemia (quarto trimestre de 2019) já está 0,8% acima deste patamar no primeiro trimestre. E estes setores são intensivos em trabalho, então não surpreende também a expressiva recuperação do emprego no período.

Consequentemente, o destaque pelo lado da demanda foi o consumo das famílias. De acordo com o Monitor do PIB do FGV IBRE, em torno de 50% da cesta de consumo é composta por serviços. E mesmo com salários reais muito deprimidos, o comportamento da massa real de rendimentos do trabalho tem sido mais positivo. E a expansão do programa Auxílio Brasil também contribuiu para o resultado.

Além disso, como esperado, a contribuição externa para o crescimento foi muito expressiva, com forte expansão das exportações e contração das importações. E neste aspecto, é importante mencionar que o agronegócio já atingiu 27,4% do PIB em 2021, a maior participação desde 2004, segundo o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada – Esalq/USP). Somando ao aumento da participação da indústria extrativa no PIB, podemos dizer que em torno de um terço do PIB depende direta e indiretamente de commodities.

Como estamos passando por um ambiente muito favorável para os preços das commodities, os países produtores destes bens são beneficiados. De fato, em diversos países da América Latina, dados de atividade também estão melhores do que o esperado pelo mercado, com revisões de crescimento para cima.

A alta nos preços das commodities, a reabertura da economia e os estímulos fiscais contribuíram positivamente para o crescimento do PIB no trimestre. Mas, a pergunta mais importante no momento é saber até quando vamos ser surpreendidos positivamente. Minha avaliação é que esta fase se esgotará em breve, por diversos motivos.
Em primeiro lugar, uma parte do crescimento foi explicada por fatores temporários, como a reabertura, a normalização do consumo do governo e a expressiva contribuição externa.

Pelo lado externo, a desaceleração esperada para a economia mundial é expressiva, pois o principal motivo é a
necessidade de reduzir a inflação. Algo que chama atenção é a alta de preços dos insumos e bens industriais, que devido à reorganização das cadeias de produção global, pode ser muito mais persistente.
Neste contexto, o custo para desinflacionar a economia brasileira é hercúleo.

Além dos motivos externos, temos um processo inflacionário generalizado no Brasil. A reabertura foi muito inflacionária, o choque de commodities por muito tempo não foi compensado pela valorização cambial, e tivemos um choque nos preços de energia elétrica no ano passado. Uma inflação generalizada de custos, em todos os setores. A pressão por repasses continua e o instrumento para debelar a inflação é reprimir a demanda. Não há outra saída.

Por fim, o investimento contraiu muito além do esperado no primeiro trimestre. Um péssimo sinal.
Então é necessário olhar o segundo tempo da nossa economia, que deverá ficar mais evidente no segundo semestre de 2022 em 2023. O segundo tempo pode demorar um pouco mais para começar, mas já está programado.

DEIXAR RESPOSTA

Por favor digite seu comentaário
Digite seu nome